Mãe processa parque de diversões nos Estados Unidos depois de filha de 10 anos morrer em descida de tobogã

Menina tem parada cardíaca em brinquedo no parque de diversões, mãe vai à Justiça e abre processo.

O parque de diversões Zehnder’s Splash Village em Michigan, nos Estados Unidos, está sendo processado por uma mulher de 44 anos, Tina Eisenbeis, que é americana e estava no parque no dia do acidente, com sua filha de 10 anos para se divertir,o que viria depois foi desesperador para essa mãe. Ela viu a menina passar mal dentro do tobogã, um dos brinquedos mais atraentes nos dias de calor. Com seus 83 metros de percurso, significa a medida de comprimento.

London é a filha de Tina, de 10 anos, a menina estava no tobogã, o brinquedo é composto por um tubo em que a pessoa desce os 83 metros até cair dentro da piscina, para quem não tem problemas de saúde é divertido, mas para a menina que gostava de esportes, foi até ginasta, não parecia ter nenhum problema de saúde, porém London sofria da Síndrome do QT longo.

Portadores dessa síndrome em geral apresentam um ou mais sintomas como palpitação, ou desmaio por ser uma doença que provoca arritmia, porém a menina não apresentava nenhum sintoma que pudesse ser associado a doença genética.

Segundo informações da mãe, quando London caiu na piscina estava desmaiada, um funcionário do parque trabalhando como salva vidas, logo que viu London inconsciente a tirou da piscina, outros funcionários se aproximaram para ajudar, mas não foi usado desfibrilador para reanimação. Esse é o motivo pelo qual a mãe está processando o parque Zehnder’s Splash Village.

“Estou processando o parque não pelo dinheiro, mas por que é preciso criar um ambiente seguro”, afirmou Tina ao WNEM. “Se tivessem usado o desfibrilador logo que London foi retirada na piscina, ela poderia estar entre nós”, disse a mãe explicando o motivo.

Após 15 minutos da menina inconsciente foi usado o desfibrilador, o coração da criança voltou a ter ritmo, mas o dano cerebral foi grave. Depois de 9 dias na UTI London faleceu.

Tina, mãe da menina está se dedicando ao treinamento de funcionários de empresas que trabalham com o público, para isso ela criou a fundação London Strong.

Crescer


Qual sua opinião? Escreva abaixo👇

Written by Marcel Mattos

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Mulher morre após cair de brinquedo em parque de diversões na Grande São Paulo

Garoto de dois anos é levado pela esteira de bagagens no aeroporto de Atlanta