Modelo tira vida de suas bebês porque elas estavam “dando trabalho”

Louise Porton, uma modelo de 23 anos, está sendo julgado pelo assassinato de suas duas filhas Lexi Draper, três anos, e Scarlett Vaughan, 16 meses.

Segundo as provas apresentadas pela promotoria, ela tirou a vida das bebês ao, “deliberadamente interferir na respiração das meninas”.

Lexi foi achada inconsciente na casa na casa onde a família vivia em Warwickshir na Inglaterra no dia 15 de janeiro de 2018.

 Ela chegou a ser socorrida e levada ao hospital, onde não resistiu e faleceu. A caçula, Scarlett, morreu 18 dias depois.

No julgamento que começou na tarde desta terça-feira (23), a mulher admitiu que manteve relações sexuais com homens em troca de dinheiro, enquanto a filha agonizava no hospital.

Ela também admitiu ter flertado com os seguranças do hospital onde a criança estava internada, trocando inclusive mensagens com eles.

Entretanto, a mãe nega ter matado as filhas.

Louise nega que tenha assassinado suas filhas. “Não era fácil ser mãe solteira das duas, mas eu as amava e nunca me arrependi de ter tido elas”, afirmou a mãe durante o julgamento. O caso segue sendo julgado.


Qual sua opinião? Escreva abaixo👇

Written by Marcel Mattos

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Mãe de Gabriel Brenno diz que filho não sabia que a mulher era casada; morte foi confirmada hoje

Filha de donos de colégio particular é acusada de torturar crianças; “obrigou alguns alunos a engolirem o próprio vômito quando não queriam comer”.